THE FRAGANTE HOUSE

ARCHITIZER A+AWARDS MENÇÃO ESPECIAL 2014

A luz transformando o espaço arquitectónico através do tempo.

Arquitectura: Luís Rebelo de Andrade, Tiago Rebelo de Andrade, Manuel Cachão Tojal.

Fotografia: Ricardo Oliveira Alves
Pós-Produção: Ricardo Oliveira Alves
Edição: Ricardo Oliveira Alves
Música: Nitin Sawhney

A relação entre espaço e luz sempre foi essencial para um projecto arquitectónico. O espaço vive da luz e a luz vive no espaço. Esta relação inevitável preenche qualquer espaço arquitectónico, bem como a sua própria experiência.
A luz é um dos factores mais importantes quando se trata de definir forma, escala, cor e ambiente na arquitectura. Dependendo de como é utilizada, pode transformar completamente a qualidade espacial de um determinado lugar, tornando-o mais ou menos confortável, dramático ou dinâmico, podendo mesmo alterar a sua escala.

A passagem da luz por um espaço é algo que ocorre durante um determinado período de tempo, pode durar minutos ou horas, este movimento suave da luz cria designs únicos e deslumbrantes. Infelizmente não podemos percebê-los em tempo real, uma vez que a velocidade do Homem não é compatível com a velocidade da Natureza.

O desejo de registar este movimento da luz através do espaço arquitectónico numa velocidade que o Homem pode perceber, levou à investigação e desenvolvimento de uma técnica patenteada de time-lapse e à sua aplicação à arquitectura. Chamamos-lhe Archilapse. Quando combinado com os princípios tradicionais da animação, pode revelar a luz e a sua lenta interacção com o espaço, libertando todas as suas emoções.

A Casa Fragrante, um projecto desenvolvido pela RA Design Studio, explora a fantástica luz de Lisboa através de soluções inovadoras como a utilização de clarabóias suspensas que proporcionam o design de magníficas formas de luz e sombra por todo o edifício.

A técnica Archilapse mostra através deste projecto arquitectónico, como enfatizar a relação espaço/luz, revelando-se como uma forma inovadora de registar a arquitectura em filme.

A luz, a filha mais velha de Deus, é a principal beleza de um edifício.
“Thomas Fuller”.

Outros Projetos